Fluir com a Vida


Atualmente, se preconiza o valor da produtividade, do lucro e do poder financeiro.
Observando a Vida, o Universo e a Natureza, acontece o inverso.
Esses valores tão proclamados pelo seres humanos não têm a mesma importância, para os movimentos da Criação.
Um planeta não precisa de ferramentas de alta performance para seguir sua rota.
O Sol não requer nascer mais cedo e se pôr mais tarde, para ter mais brilho e iluminar mais.
Um pássaro não necessita de audiência e nem de seguidores, para que seu canto seja aplaudido e tenha mais sucesso.
Os animais não têm necessidade de regras de etiqueta, para viverem na Natureza, pois, têm seus instintos e são dotados de inteligência natural, para isso.
O Oceano não busca realizar metas e planos, para seguir seu movimento e suas marés.
A Lua não cria estratégias, para realizar seu movimento ao redor da Terra e passar suas fases.
Uma árvore não se preocupa em dar mais frutos, para poder lucrar mais e competir no "mercado de produção de frutas", para ser melhor que as outras árvores!
O ar não precisa cobrar, poupar, investir mais e economizar, para ser mais rico em oxigênio.
Os órgãos de nosso corpo não precisam de tecnologia de ponta, para funcionarem e serem mais avançados.
As flores dispensam artifícios para serem belas e não procuram ser mais atraentes, que as outras flores, para chamar atenção de quem passa por elas.
A Natureza não se preocupa com o amanhã e nem com escassez, pois, ela flui em abundância, em um processo contínuo de dar e receber, através da interação dos seres e dos elementos, que fazem parte dela.
O homem com seu medo, egoísmo, ganância e competitividade produz o desequilíbrio no fluxo da Natureza, se apoderando de seus recursos e gerando a escassez, no lugar da abundância.
A Vida, com seu processo de nascimento e morte não segue nenhum curso, manual e fórmulas para ser perfeita.
A Criação tem suas próprias Leis, o ser humano se contrapões ao fluir natural da existência e cria a sua própria infelicidade e infortúnio.
Não é à toa que vemos a humanidade e nosso planeta enfrentando tantos problemas e dificuldades.
A existência humana é pautada e permeada em medo, consumismo, competição, materialismo, desigualdade e conflitos.
A Vida só requer de nós que SEJAMOS VIDA, quanto mais queremos controlá-la e se apoderar Dela, mais deixamos de SER a VIDA que É em nós!


Por Deise Aur

Comentários

  1. A vida é risco enquanto a banalidade atropela!
    Deise querida, tem uma indicação para seu blog na minha postagem de hoje, se curtir a ideia, passa para frente!! bjus, muitos!

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Agradeço,amiga Jesica, pela indicação e vou me colocar à par dessa ideia!
      Beijos e gratidão !

      Excluir

Postar um comentário